Vale

>Vale tem lucro de 192% em 2010 e atinge R$ 30,1 bilhões

Posted on fevereiro 25, 2011. Filed under: Vale |

>

Superada a crise que derrubou seu lucro à metade em 2009 (R$ 10,3 bilhões), a Vale viveu o melhor ano de sua história em 2010. O resultado da companhia cresceu 192% e atingiu o recorde de R$ 30,1 bilhões no ano passado, impulsionado pelo aumento dos preços do minério de ferro, que dobraram em 2010 e devem seguir em alta.
Trem de transporte de minério da Vale
Sob influência também do crescimento de produção de 29,5% em 2010, o faturamento da Vale ficou em R$ 85,4 bilhões em 2010 –alta de 71% e recorde.
O desempenho foi puxado pela maior demanda, principalmente da China –que respondeu por 32% das vendas da empresa.
Foi também graças ao país asiático que os preços do minério saltaram. É que, sob pressão chinesa, a Vale e outras mineradoras abandoaram em 2010 o sistema de reajuste anual válido havia 40 anos e passaram a corrigir seus preços trimestralmente com base no mercado “spot” (à vista e para entrega no curto prazo) da China.
Com a crise, o preço do “spot” despencou no final de 2008, mas rapidamente se recuperou, na mesma velocidade da retomada chinesa –motor da demanda por minério. Diante disso, o preço trimestral de venda das mineradoras subiu e seus lucros foram na mesma toada.
“Estamos vivendo nossos melhores dias”, disse, em nota, o presidente da Vale, Roger Agnelli.
A Vale registrou exportações recordes de US$ 29,1 bilhões. “O ano de 2010 foi excepcional, e o cenário de preço para 2011 é bastante promissor, apesar da freada nas cotações no quatro trimestre”, disse Pedro Galdi, analista da corretora SLW.
No quatro trimestre, sazonalmente de menor demanda por minério de ferro, o lucro da companhia atingiu R$ 10 bilhões, com queda de 5% ante o terceiro trimestre.
Sobre o mesmo trimestre de 2009, a alta foi de 290%.
Segunda relatório do analista Rodrigo Blanco, da corretora Fator, o recuo de preços do minério diminuiu as margens da Vale –o que explica a queda do lucro no quarto trimestre. Fonte: Folha.com
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Lucro líquido da Vale somou R$ 6,635 bilhões no segundo trimestre de 2010

Posted on julho 29, 2010. Filed under: demanda, lucro líquido, metais, minérios, receita operacional, Vale |

>

A empresa Vale informou o lucro líquido obtido no segundo trimestre de 2010. O valor somou R$ 6,635 bilhões, alta de 130,5% em relação ao primeiro trimestre e de 344,2% ante igual período em 2009.
Em nota, a empresa afirmou que o resultado reflete a crescente demanda global por minérios e metais, custos operacionais sob controle e medidas para aumentar a produção. trata-se de seu melhor desempenho desde o choque financeiro global no terceiro trimestre de 2008.
A receita operacional foi de R$ 18,981 bilhões no segundo trimestre, 45,7% a mais do que os R$ 13,029 bilhões observados de janeiro a março deste ano.
A Vale disse ainda que o segundo trimestre deste ano marca o primeiro período de implementação do novo regime de precificação do minério de ferro. “A maior flexibilidade traz mais eficiência e transparência aos preços de minério de ferro, premia a qualidade e permite aos clientes saber antecipadamente o preço a ser pago no trimestre seguinte, facilitando assim o controle dos custos e gestão de estoques.”
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos e amortizações) também melhorou em relação ao segundo trimestre de 2009, saltando para R$ 10,43 bilhões comparado aos R$ 3,45 bilhões de abril a junho do ano passado.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Justiça do Trabalho condena Vale a pagar R$ 300 milhões por danos moraes e dumping social

Posted on março 11, 2010. Filed under: Cade, danos morais, dumping social, Justiça do Trabalho, Parauapebas, Vale |

>

A Vara do Trabalho de Parauapebas, no Pará, condenou hoje (10) a Vale a pagar R$ 100 milhões por danos morais coletivos e mais R$ 200 milhões por dumping social. O juiz Jônatas Andrade acatou ação do procurador José Adilson Pereira da Costa do Ministério Público do Trabalho contra a empresa por considerar que a gigante da mineração estava lucrando indevidamente sobre a exploração indevida de seus empregados e prestadores de serviço na região da província mineral de Carajás. Cabe recurso.

Em resumo: os trabalhadores diretamente contratados pela Vale ou por empresas que prestam serviço a ela gastam um mínimo de duas horas de deslocamento para ir e voltar às minas, valor este que não era remunerado ou descontado da jornada. A Justiça do Trabalho entendeu que a empresa deve considerar as horas in itinere e remunerá-las, respeitando o limite máximo da jornada diária de trabalho legal.

A situação de transporte para as minas de Carajás é diferente daquela existente em regiões urbanas. Não há transporte público regular disponível, a movimentação é restrita e o local de trabalho é de difícil acesso. Ou seja, o trabalhador é dependente da empresa para ir e voltar. Diz o artigo 58 da Consolidação das Leis do Trabalho: “o tempo despendido pelo empregado até o local de trabalho e para o seu retorno, por qualquer meio de transporte, não será computado na jornada de trabalho, salvo quando, tratando-se de local de difícil acesso ou não servido por transporte público, o empregador fornecer a condução”.

O que é confirmado pela Súmula nº 90 da Jurisprudência Uniforme do Tribunal Superior do Trabalho: “O tempo despendido pelo empregado, em condução fornecida pelo empregador, até o local de trabalho de difícil acesso ou não servido por transporte público regular, e para o seu retorno é computável na jornada de trabalho”.

A condenação por danos morais e por dumping social ficou a cargo da Vale e não das terceirizadas. De acordo com o juiz, a empresa determinada suas prestadoras de serviço a não computarem as horas para não prejudicar a interpretação da legislação feita pela companhia. “A construção do artifício de fraude foi comandada pela Vale, inclusive para o não pagamento dos direitos trabalhistas”, afirmou Jônatas a este blog.

Com isso a Vale teria economizado um valor superior a R$ 200 milhões nos últimos cinco anos, praticando concorrência desleal em detrimento da qualidade de vida dos seus empregados. Esse valor decorrente de dumping social deverá ser depositado no Fundo de Amparo ao Trabalhador como reparação à sociedade e ao mercado. Os R$ 100 milhões relativos ao dano moral coletivo, segundo a sentença, terão que ser revertidos à própria comunidade afetada (o que inclui todos os municípios da província mineral de Carajás e não apenas Parauapebas) através de projetos derivados de políticas públicas de defesa e promoção dos direitos humanos do trabalhador.

A Vale está proibida de impedir que as empresas terceirizadas incluam as horas in itinere nas planilhas de custo e terá que remunerar e computar essas horas para todos os efeitos legais. A decisão também será remetida ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Síntese Econômica

Posted on agosto 28, 2009. Filed under: ANP, Banco do Brasil, BNDES, free float, leilão, Mercosul, Vale |

>

Uruguai

O Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) inauguram hoje nesta quinta-feira escritório em Montevidéu, no Uruguai. As duas instituições vão compartilhar do mesmo espaço físico, infraestrutura de comunicações e segurança. Segundo o BB, a presença no Uruguai decorre da expansão do comércio com o Brasil e das oportunidades de negócios no âmbito do Mercosul. Montevidéu abriga a sede da Secretaria do Mercosul e se tornou uma espécie de capital do bloco.

Balanço

Em 2008, o comércio entre os países ultrapassou US$ 36 bilhões e representou 10,98% do total das exportações brasileiras, chegando a quase US$ 22 bilhões. De acordo com o BB, atender os clientes brasileiros no país também é uma prioridade. Há cerca de 3 mil brasileiros registrados no Consulado Geral do Brasil em Montevidéu, embora as autoridades diplomáticas estimem que o número de brasileiros residentes seja até cinco vezes maior.

Mercosul

O Banco do Brasil mantém mais quatro dependências em países do Mercosul: em Assunção e na Cidade do Leste, no Paraguai; em Buenos Aires, na Argentina; e em Caracas, na Venezuela. Na América do Sul o banco tem escritório em Lima, no Peru, além da recém inaugurada Gerência Regional na América Latina, com sede em Buenos Aires. No mundo são 44 pontos, em 23 países.

Venda

A Vale informou ontem que vendeu 205.680.000 ações da PT International Nickel Indonesia Tbk (PTI, também conhecida como PT Inco), o que corresponde a 2,07% das ações em circulação da subsidiária. O valor da operação é de cerca de US$ 91,4 milhões.

Resultado

Em comunicado, a Vale afirma que, como resultado da operação, o “free float” (quantidade de ações disponível para negociação em mercados organizados, como bolsas de valores) de ações da produtora de níquel na Indonésia retornará a 20%, “em linha com o compromisso” da mineradora brasileira.

O consumo de combustíveis acelerou no mês de julho, em mais um sinal de retomada da economia. Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), as distribuidoras de combustíveis venderam 9,365 bilhões de litros naquele mês, volume 2,14% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Trata-se de um recorde para o mês de julho.


Leilão

O oitavo leilão de energia nova, promovido pelo governo federal para atender à demanda complementar das distribuidoras para 2012, contratou 1,57 milhão de megawatts-hora (Mwh), ou 11 megawatts (MW) médios. Em termos de volume de negócio, isso representou R$ 228,01 milhões.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...