veículos

>Venda de veículos cresce 11% em fevereiro

Posted on março 2, 2011. Filed under: veículos |

>

O número de veículos vendidos no país em fevereiro cresceu 11,08% ante o resultado de janeiro, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No mês passado, foram comercializados 430 mil veículos. Em janeiro, haviam sido 387 mil.
A quantidade de veículos vendidos em fevereiro de 2011 também é 23,06% maior do que o total do mesmo mês do ano passado. Em fevereiro de 2010, 349 mil veículos foram comercializados.
Esses dados foram divulgados hoje (2) pela Fenabrave. A entidade previa que no segundo mês do ano fossem vendidos 398 mil veículos, 32 mil a menos do que o resultado obtido.
Ao todo, nos dois primeiros meses de 2011, foram comercializados 817 mil veículos no país. Isso é 18,05% a mais do que o total do mesmo período de 2010 (692 mil).
No ano, a Fenabrave espera que sejam vendidos 5,95 milhões de veículos. Agência Brasil
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Empresa russa deverá investir US$ 75 milhões em MT com geração de 100 empregos direto

Posted on agosto 31, 2010. Filed under: caminhão Kamaz, Global Tech, Mato Grosso, softwares, Tecnologia, veículos |

>

O grupo russo Global Tech anunciou investimentos de aproximadamente US$ 75 milhões em Mato Grosso para fabricar veículos e softwares de última tecnologia no Estado. O anúncio foi feito hoje em audiência com o governador e diretores da Agecopa. A projeção é gerar de 100 a 120 empregos diretos no Estado.
A assessoria do governo estadual aponta que o escritório da Global Tech já está montado em Cuiabá, mas o grupo ainda não definiu o local da instalação da fábrica de veículos e softwares em Mato Grosso. O secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, enfatizou que o Governo do Estado está se preparando para a Copa de 2014, sendo que a entrada da empresa no Estado representa mais tecnologia e segurança pública para os mato-grossenses.
A intenção é que a empresa fabrique veículos do tipo caminhão Kamaz com equipamentos modernos de radares e visores noturnos. Desta forma, os automóveis e softwares serão utilizados para reforçar o patrulhamento na fronteira do Estado, bem como na proteção ao meio ambiente (fauna e flora), prevenção de queimadas, e monitoramento urbano.
O governo não informou prazos para começar a construção da fábrica e produção de caminhões e softwares.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Presidente da Anfavea afirma que montadoras vão diminuir ritmo de contratação

Posted on agosto 5, 2010. Filed under: Anfavea, Automotores, contratações, Produção, veículos, vendas |

>

O presidente da Anfavea, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Cledorvino Belini afirmou que a indústria automotiva deve reduzir o ritmo de contratações nos próximos meses. 
Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira pela entidade, o setor empregava ao final do mês passado 132.165 funcionários, considerando aqueles que trabalham também em fabricantes de máquinas agrícolas.
Montadora de veículos
Esse é o melhor nível desde 1990, quando as montadoras tinham cerca de 138 mil trabalhadores, e ultrapassa o patamar contabilizado em outubro de 2008 (131.717), quando houve o agravamento da crise mundial. “O que faz a mão de obra é o mercado. Não temos previsão de grande alta para o final do ano. A mão de obra deve ficar estável”, disse Belini.
A Anfavea espera terminar 2010 com 3,4 milhões de veículos fabricados. Se o número se confirmar, será o maior patamar já registrado no país e representará um crescimento de 6,5% ante 2009.
A maior parte da contratação para o setor foi feita entre o fim de 2009 e o início deste ano. Nessa época, a produção foi reforçada para suprir as vendas em alta por conta da redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que vigorou até março.

PRODUÇÃO
No acumulado deste ano até julho, a produção de veículos no país cresceu 18,3% na comparação com igual intervalo em 2009, com a fabricação de 2,07 milhões de unidades.
Em julho foram 315.879 unidades fabricadas, incremento de 3,2% em relação ao mês anterior. O número é 12% maior do que o registrado em julho do ano passado.
As exportações tiveram acréscimo de 78,4% no acumulado do ano (422.227 unidades). Em julho, as vendas para o mercado externo (64.864) tiveram aumento de 2,0% na comparação com o mês passado e expansão de 80,5% em relação a julho de 2009.

VENDAS
As vendas apresentaram expansão de 5,9% em julho, no confronto com o mesmo intervalo no ano passado, batendo o recorde para o mês com o emplacamento de 302,3 mil unidades. Já no confronto com junho, houve alta de 15,1%.
As montadoras registraram uma nova marca também no acumulado de janeiro a julho (1,88 milhão de veículos), com acréscimo de 8,5% sobre igual período em 2009.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Segundo IBGE Produção industrial cai 7,2% em agosto

Posted on outubro 2, 2009. Filed under: IBGE, produção industrial, Reuters, veículos |

>

A produção industrial no Brasil caiu 7,2% em agosto comparada a igual período de 2008. Esta é a menor retração desde novembro do ano passado, quando tinha caído 6,4%. Em relação a julho de 2009, houve avanço de 1,2%, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

No acumulado do ano, a produção tem queda de 12,1%. Nos últimos doze meses, o recuo acumulado é de 8,9%.

“O índice de agosto confirma a trajetória positiva da indústria. O avanço levou o patamar da produção de agosto a ficar próximo ao de fevereiro de 2007”, diz o órgão.

O desempenho da produção em relação a julho superou as expectativas de analistas financeiros consultados pela Reuters, que cogitavam crescimento entre 0,4% e 0,7%.

O IBGE apurou que 18 segmentos industriais apontaram queda na produção na comparação anual. Entre as maiores pressões negativas, destaque para veículos automotores (-18,4%), máquinas e equipamentos (-19%) e metalurgia básica (-16,1%).

Em relação a julho deste ano, a produção industrial se manteve positiva em 15 das 27 regiões pesquisadas, mas foi especialmente puxada pelos setores de veículos automotores (3,2%), refino de petróleo e produção de álcool (3,5%), material eletrônico e equipamentos de comunicações (9,1%) e metalurgia básica (2,7%).

Por outro lado, os segmentos que mais pressionaram negativamente foram outros equipamentos de transporte (-4,2%), farmacêutica (-2,4%) e perfumaria, sabões e produtos de limpeza (-3,6%).

Na divisão por categorias, o IBGE mostra que os bens duráveis de consumo se sobressaíram com alta de 3,1% na produção, seguido por bens intermediários (0,7%). No acumulado dos oito primeiros meses do ano, os dois segmentos têm registrado aumento da produção, com alta acumulada de 82,9% e 11,3%, respectivamente.

Fonte: UOLEconomia

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...