vestibular

>Inscrição para vestibular do IFMT começa dia 10

Posted on setembro 8, 2010. Filed under: Campo Novo do Parecis, Cáceres, Confresa, Enem, IFMT, Juína, Pontes e Lacerda, São Vicente, vestibular, vestibular do IFMT |

>

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) torna público por meio do edital 027/2010, à abertura do processo seletivo para o Vestibular 2011/1. As inscrições podem ser realizadas no período de 10 a 30 de setembro de 2010, no site – www.ifmt.edu.br. O valor da taxa de inscrição é R$ 50,00. A confirmação da inscrição estará efetivada somente após o pagamento do boleto bancário correspondente à taxa e à sua devida confirmação da rede bancária.
 
Vagas
São ofertadas 466 vagas para cursos superiores de graduação nos Campi de Cuiabá, Cuiabá – Bela Vista, São Vicente, Cáceres, Juína, Campo Novo do Parecis, Pontes e Lacerda e Confresa. A metade das vagas são ofertadas para os estudantes que fizerem o Enem.

Em breve, será divulgado um novo edital que destinará 419 vagas para cursos superiores de graduação nos oito campi, a partir do preenchimento de vagas pelo Enem.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dados de 12 milhões de estudantes inscritos no Enem vazam na internet

Posted on agosto 4, 2010. Filed under: Enem, Ensino Médio, Estudante, Fernando Haddad, ministro da Educação, vestibular |

>

 

Vítimas. Alunos protestam após fraude no Enem de 2009

Uma falha do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) permitiu acesso livre aos dados pessoais de 12 milhões de inscritos nas últimas três edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Até o fim da tarde de ontem, os estudantes cadastrados tiveram informações como nome, RG, CPF, data de nascimento e nome da mãe expostos em links abertos no site do Inep – a reportagem conseguiu acessar, por exemplo, dados e até as notas do filho do ministro da Educação, Fernando Haddad, que prestou o Enem em 2009.
As listas eram de uso interno do Inep, responsável pela organização do Enem, e não deveriam estar disponíveis livremente. Os links davam acesso aos arquivos com todos os inscritos das edições de 2007, 2008 e 2009, sem a necessidade de senha. Os endereços já estavam fora do ar às 17 horas de ontem, horas depois de o Ministério da Educação (MEC) ter sido avisado da falha pelo Estado (mais informações nesta página).
A reportagem foi alertada sobre o vazamento por técnicos de uma escola de 1.º e 2.º graus da Grande São Paulo, que pediram anonimato. Eles encontraram os endereços eletrônicos há cerca de quatro meses, ao pesquisar no portal para ver se as notas dos alunos já haviam sido divulgadas. Para ter acesso aos dados, não foi necessário fazer nenhum trabalho de hacker, mas seguir links indicados no portal.
Como a relação continha ainda o número de inscrição no Enem, foi possível ter acesso ao desempenho individual dos candidatos, o que contraria o edital do Enem.
O documento que traça as diretrizes do Enem garante o sigilo dos dados e ressalta que os resultados só poderiam ser divulgados “mediante a autorização expressa do participante” (veja fac-símile). A segurança das informações em órgãos públicos também é regulamentada pelo decreto federal 3505/2000. O texto é claro sobre a obrigação dos órgãos em assegurar a inviolabilidade dos dados, “obrigando a conscientização dos órgãos e das entidades da Administração Pública Federal sobre a importância das informações processadas e sobre o risco da sua vulnerabilidade”.
O titular da Delegacia de Estelionato do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Eduardo Gobetti, alerta que um banco de dados como esse é um prato cheio para a ação de criminosos. “Tudo o que um golpista quer são informações pessoais como essas”, diz. Com uma busca rápida pela internet é possível encontrar inúmeras ofertas para a venda de documentos pessoais.
O delegado explica que, com o CPF, RG e o nome de uma pessoa, é possível cometer uma série de crimes – da confecção de documentos falsos à tentativa de abertura de empresas fictícias, contas bancárias e pedidos de financiamento. “O criminoso comete os crimes, mas consegue ficar com o nome limpo. Por outro lado, um garoto pode chegar à maioridade com o nome sujo.”
Vestibular. Desde 2009, o Enem ganhou importância e passou a ser usado como vestibular para dezenas de universidades federais. Apesar de o último Enem ter contabilizado 4,5 milhões de inscritos, só 1,5 milhão de estudantes fizeram as provas. Muitos candidatos desistiram depois do adiamento do exame, provocado pelo vazamento da prova – também denunciado pelo Estado.
Fonte: Estadão

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Enem 2010: Confira as universidades federais vão adotar nota do exame no vestibular 2011

Posted on julho 8, 2010. Filed under: Educação, Enem, Enem 2010, MEC, Sisu, UnB, universidades, universidades federais, UOL, vestibular |

>

Estão confirmadas que 49 das 55 universidades federais brasileiras vão adotar a nota do Enem, Exame Nacional do ensino Médio, 2010 em seus vestibulares com ingresso em 2011. Levantamento feito pelo portal UOL, apenas seis instituições ainda estão em dúvida se irão utilizar o Enem. O prazo para inscrição ao exame termina na próxima sexta-feira, 9 de julho.

Veja no mapa abaixo de que maneira as instituições vão usar a nota do Enem

  • Em 15 dessas instituições o Exame Nacional do Ensino Médio será a única forma de avaliação dos candidatos no processo seletivo 2011. Quase todas elas vão disponibilizar suas vagas no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), capitaneado pelo MEC (Ministério da Educação). A exceção fica por conta da UFCG (Universidade Federal de Campina Grande), na Paraíba. A federal paraibana vai utilizar o Enem como prova de seleção dos seus calouros de 2011, mas exigirá inscrição à parte (R$ 15 para cursos que não precisem de avaliação de habilidades específicas).

    Dez universidades oferecerão parte das vagas pelo Sisu e parte pelo vestibular tradicional – as porcentagens variam de 10% a 60% das vagas exclusivamente ofertadas pelo Sistema de Seleção Unificada.

    Algumas instituições preferiram adotar o Enem apenas como parte da nota do vestibular — sete delas substituirão a primeira fase de seu processo seletivo e outras cinco vão usar o exame como percentual da nota. A UnB (Universidade de Brasília) e outras três universidades optaram por utilizar o Enem para preencher suas vagas remanescentes, ou seja, aquelas que sobrarem depois de todas as listas previstas no edital do vestibular.

    Há ainda as que não definiram como irão utilizar a nota do Enem, caso da fluminense UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e da paulista Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Elas recomendam que os interessados em seus vestibulares façam o Enem.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Parceria vai fomentar formação de líderes empresariais em Mato Grosso

Posted on junho 2, 2010. Filed under: Educação, Facmat, Fecomércio, gestores, líderes, Liderança, Mato Grosso, vestibular |

>

Convênio firmado entre a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat) e a Faculdade Aiec (Associação Internacional de Educação Continuada) vai propiciar a qualificação de empresários mato-grossenses. A parceria visa formar líderes. A previsão é que cerca de 5 mil gestores sejam capacitados em um primeiro momento com a divulgação do curso nas 66 associações em Mato Grosso e cerca de 10 mil empresas associadas nos próximos 3 anos. A Aiec é uma instituição especializada na formação de administradores de empresas à distância.
As aulas são oferecidas via Internet e uma vez por mês os alunos se encontram para avaliações e atividades presenciais. Por enquanto Cuiabá será a única sede do núcleo estadual. O diretor da Facmat, Jonas Alvez de Souza, explica que outros núcleos regionais devem surgir ao passo que surgirem as necessidades. Para o presidente licenciado da Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), Pedro Nadaf, este é um modo de qualificar os empresários de uma região que cresce no ritmo dos Tigres Asiáticos.
O presidente da Aiec, Vicente Nogueira Filho, ressalta que o curso vem atender uma demanda reprimida e evitar que aconteça no Estado o que acontece no país como um todo. “No Brasil, conforme os grupos vão expandindo a atuação, os empresários são importados de outros países porque não há mão-de-obra qualificada local. Temos poucos centros de qualificação de diretores”. Os associados da Facmat podem fazer o vestibular no dia 18 julho e receberão 5% de desconto na mensalidade. Alves explica que as expectativas no momento estão projetadas sobre as turmas que irão se formar ao longo do tempo.Fonte: A Gazeta
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Universidade Federal de Mato Grosso é a mais procurada do país

Posted on fevereiro 5, 2010. Filed under: Enade, Enem, UFMT, Universidade Federal de Mato Grosso, vestibular |

>

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foi a instituição mais procurada pelos estudantes que participam do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), segundo dados do Ministério da Educação. São 56.703 inscritos para 5.008 vagas, distribuídas em 97 cursos. A segunda instituição foi a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro com 48.347 inscritos. O total de mato-grossenses inscritos em todo o país é 33.204.

Os cinco cursos mais concorridos na UFMT são Medicina (4.085 candidatos), Enfermagem (3.328 candidatos), Direito (3.123 candidatos), Zootecnia (2.663 candidatos) e Geografia (2.418 candidatos).

Para a reitora da UFMT, Maria Lucia Cavalli, o recorde na procura pela instituição federal mato-grossense pode estar relacionado ao fato da universidade apresentar boas notas no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, Enade, principalmente entre os cursos da área da saúde e Direito. Em uma segunda hipótese, Maria Lucia atribui a grande procura ao alto número de inscrições por parte de vestibulandos do próprio Estado.

De acordo com a reitora, existe também a probabilidade desse aumento significativo influenciar na quantidade de estudantes locais selecionados.

As inscrições dos estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio, Enem, para instituições que utilizam a nota como única forma de acesso -como é o caso da UFMT – ou àquelas que a utilizam parcialmente, foram finalizadas às 23h59 de quarta-feira. Ao todo, são 793,9 mil candidatos para os 974 cursos de graduação oferecidos por 51 instituições de educação superior no país.

Matrícula – Para garantir a vaga, os candidatos classificados devem fazer a matrícula na instituição para a qual foram classificados. O prazo de matrícula será de segunda-feira (8) até o dia 12. Os candidatos devem observar a documentação exigida pela universidade ou instituto federal de educação, ciência e tecnologia.

Os aprovados para a UFMT devem procurar o campi Cuiabá, Rondonópolis e Araguaia (Pontal do Araguaia e Barra do Garças) para fazer a matrícula. Os documentos exigidos são carteira de identidade, título de eleitor e comprovante de votação da última eleição, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento comprobatório de estar em dia com as obrigações militares, se candidato do sexo masculino com mais de 18 anos. Também estão na lista registros escolares como certificado ou diploma de conclusão do Ensino Médio e certificação de habilidade específica,para o curso de Música Licenciatura.

Segunda etapa – Os candidatos não selecionados nesta primeira etapa terão nova chance. Eles devem fazer a inscrição na segunda etapa, que começa no dia 15 próximo e vai até o dia 20. Serão oferecidas, então, as vagas não ocupadas na primeira fase. (Fonte: A Gazeta Com Assessoria/MEC)

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Lista de aprovados no vestibular de Medicina da Unic, confira

Posted on dezembro 4, 2009. Filed under: medicina, Unic, vestibular, vestibular de Medicina da Unic |

>

O curso de Medicina não costuma escapar do topo absoluto da lista dos mais concorridos. A Universidade de Cuiabá (Unic) divulga hoje os aprovados no vestibular 2010/01 para o curso. São 64 vagas.

Acesse o link abaixo e veja a lista completa:

Aprovados em Medicina Unic 2010/01

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>IFMT está com inscrições abertas para vestibular e ensino médio profissionalisante só até dia 25 em todo estado de MT

Posted on novembro 12, 2009. Filed under: Curso Superiores, Cursos Técnicos, IFMT, Processo Seletivo, vestibular |

>

Já está disponível o link para Inscrições para os Cursos Superiores, Subsequentes e PROEJA do IFMT.

Basta acessar em nosso Menu de Vestibular / Processo Seletivo – Curso Superiores, Subsequentes e PROEJA – o link para fazer a inscrição para o Vestibular / Processo Seletivo 2010/1.

Para fazer sua inscrição, clique nos links abaixo:

Cursos Superiores:

http://selecao.cefetmt.br/concurso.aspx?cod_concurso=263

Cursos Subsequentes:

http://selecao.cefetmt.br/concurso.aspx?cod_concurso=264

Cursos PROEJA:

http://selecao.cefetmt.br/concurso.aspx?cod_concurso=273

Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio (Campus Cáceres, Juína, Confresa, Campo Novo do Parecis, São Vicente e Pontes e Lacerda)

http://selecao.cefetmt.br/concurso.aspx?cod_concurso=233

Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio (Campus Cuiabá e Cuiabá-Bela Vista)

http://selecao.cefetmt.br/concurso.aspx?cod_concurso=283

O candidato que desejar alterar qualquer informação (local de prova, dados pessoais errados, não escolha de idioma no caso de ensino superior) em sua inscrição para o Vestibular 2010/1 deverá protocolar, na Secretaria de Registro Escolar do Campus para o qual fez a inscrição, um pedido solicitando a alteração.

O pedido deve ser entregue até às 17h00 do dia 25/11 conforme edital nº 38/2009 item 2.5.2.

Aqueles que não puderem comparecer ao Campus em que se inscreveram, poderão enviar o pedido solicitando a alteração de dados para a Reitoria pelo correio no endereço:

Rua Comandante Costa, nº 1144 sala 12, Edificio Tarcon CEP: 78020-400 Bairro: Centro Sul, Cuiabá – MT

Os pedidos de alteração de dados enviados à Reitoria devem ser colocados no correio, impreterivelmente, até o dia 25/11.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Unic abre inscrições para vestibular de Medicina e outros cursos

Posted on novembro 10, 2009. Filed under: Unic, Universidade de Cuiabá, vestibular, vestibular de Medicina |

>Estão abertas as inscrições para o vestibular de Medicina 2010/01 e Vagas Remanescentes de outros 57 cursos da Universidade de Cuiabá – Unic.


As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de novembro no site: http://www.iuni.com.br, e até o dia 25 de novembro, às 20h, nas unidades da Beira Rio, Barão, Várzea Grande e Pantanal.

A prova de Medicina será realizada em dois dias consecutivos, dia 28 de novembro, às 14h e no dia 29/11, às 8h. Para os demais cursos, a prova será no dia 29 de novembro, às 8h. O resultado final será divulgado via WEB, no dia 03/12, às 18h. As matrículas serão realizadas nos dias sete a nove de dezembro.

No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar um documento pessoal, RG ou CPF originais, preencher uma ficha e pagar uma taxa de R$120 se a opção for pelo curso de Medicina ou R$ 50 para os demais cursos. Os candidatos treineiros pagarão uma taxa de R$15.

As provas do vestibular acontecem na UNIC Beira Rio, e os candidatos deverão chegar ao local com pelo menos 30 minutos de antecedência.

Mais informações através do site: http://www.iuni.com.br.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Nova prova do Enem será aplicada nos dias 5 e 6 de dezembro

Posted on outubro 6, 2009. Filed under: Enem, MEC, Ministério da Justiça, Polícia Federal, vestibular |

>

O MEC (Ministério da Educação) definiu nesta terça-feira (6) a nova data de aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009. A prova, que foi adiada por vazamento de seu conteúdo, será aplicada nos dias 5 e 6 de dezembro. A informação é do gabinete do Ministério da Educação.

A data será levada ao Ministério da Justiça, durante a tarde desta terça, em reunião entre o ministro da Educação, Fernando Haddad, e o da Justiça, Tarso Genro.

Ainda é possível uma nova alteração no calendário, caso o Ministério da Justiça não dê aval para aplicação por questões de segurança.

De acordo com o MEC, os Correios deverão fazer a distribuição dos lotes de exame a todo o país. Já o Exército ficará responsável pela segurança do armazenamento da avaliação.

Durante a tarde desta segunda-feira (5), o ministério havia escolhido duas alternativas para a aplicação do exame: ou o último fim de semana de novembro ou o primeiro de dezembro.

De acordo com o presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), Alan Barbiero, o ministério aventou as duas possibilidades e escolheu de acordo com o menor impacto para vestibulares de todo o país.

Vestibulares em 5 e 6 de dezembro

Na data prevista para o novo Enem 2009, estão marcadas provas dos vestibulares da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e das Fatecs (Faculdades de Tecnologia) de São Paulo, por exemplo.

Investigação da PF

O grupo que vazou o Enem furtou ao menos dois exemplares da prova, segundo reportagem da Folha de S. Paulo. Mas a Polícia Federal já investiga a possibilidade de outro conjunto de questões também ter sido subtraído antes da prova.

Aumentou o número de suspeitos de envolvimento no vazamento, com a confissão de dois jovens contratados pelo Connasel (Consórcio Nacional de Avaliação e Seleção, responsável pela produção e aplicação da prova), que admitiram ontem ter retirado exemplares da prova de dentro da gráfica Plural, que imprimia os exames.

Até ontem, cinco pessoas já haviam sido indiciadas: Felipe Pradella (furto, violação de sigilo e extorsão); o dono de pizzaria Luciano Rodrigues e o DJ Gregory Camilo Craid (violação de sigilo, corrupção passiva e estelionato); “Felipe” e “Marcelo”, os novos personagens (furto e violação de sigilo).

A polícia investiga agora a participação de uma mulher no furto de uma terceira prova.

Ontem, a PF interrogou Felipe Pradella, o “organizador de caixas” contratado pela Connasel, fotografado quando tentava vender, por R$ 500 mil, um exemplar da prova para jornalistas de “O Estado de S. Paulo”, que noticiou o vazamento.

Pradella negou que tenha furtado a prova. Segundo sua advogada, ele confessou ter recebido a prova das mãos de um amigo que prestava serviços dentro da gráfica. Pradella admitiu que tentou vender a prova aos jornalistas.

Por indicação de Pradella, a polícia chegou ao nome de um dos rapazes que teria furtado o exame. Este, por sua vez, denunciou o terceiro nome, que também trabalhava dentro da gráfica. “Felipe” e “Marcelo” tornaram-se, assim, suspeitos de coautoria no crime de furto.

Fonte: UOL

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Crônica de uma morte anunciada

Posted on outubro 3, 2009. Filed under: CEV, Enem, Ensino Médio, INEP, MEC, UFMT, vestibular |

>

Ninguém poderia afirmar com antecedência que aconteceria o que aconteceu. Mas era previsível. O MEC não tem nem nunca teve estrutura para dar conta da logística necessária à aplicação de uma prova para mais de quatro milhões de candidatos. Especialmente se essa prova tenha o significado que o Enem, por motivos absolutamente eleitoreiros, passou a ter ao ser, por livre e espontânea pressão, adotado como vestibular pela maioria das Universidades Federais, a UFMT entre elas.


Aplicar o Enem para se aferir o conhecimento de alunos ao saírem do Ensino Médio é uma coisa. Aplicá-lo como forma de garantir uma vaga, por exemplo, no curso de Medicina da UFMT, um dos mais concorridos do país e o que tem a nota de corte mais alta entre os cursos de excelência é outra, bem diferente. E o INEP não estava preparado para isso, o que fica claro nas palavras do ministro Fernando Haddad “Eu não sei em que momento da impressão houve o vazamento”. E como ele sabe que foi na impressão? Se realmente soubesse da fraude, não precisaria ter sido alertado pelo jornal O Estado de São Paulo.


A verdade é que tenha sido lá onde foi a fraude, o Enem está morto porque perdeu o principal ingrediente de um exame que pretende ser seletivo: a credibilidade. Afinal, quem garante que a próxima prova, que o presidente do INEP garante estar pronta, também não vazará? Se vazar quando será uma nova prova? Em 2010, às vésperas da eleição? Mais ainda: se não vazar, quem garantirá que não vazou?


O Ministro Fernando Haddad, com a insensibilidade que é peculiar a burocratas, disse que os candidatos acabaram ganhando porque terão mais tempo para estudar. Pura estupidez! Afinal, em todo o país colégios condensaram o conteúdo para que os alunos estivessem prontos para a prova nesse final de semana, dois meses antes do final do período letivo. Quem se responsabilizará pela ansiedade de milhões de alunos transformada em frustração agora? E como ficarão os alunos que haviam programado prestar outros vestibulares caso haja coincidência de datas? Os danos provocados pela incompetência do MEC/INEP são imensuráveis e tudo por quê? Por estarem fazendo politicagem com a educação.


A UFMT também vai pagar o preço da suspeita. Os alunos que ingressarem em seus cursos sempre terão a sombra de terem sido selecionados por uma prova sem credibilidade. E por quê? Por ter, numa decisão autoritária e muito criticada à época, ter adotado o Enem como única forma de ingresso. Isso foi feito sem se ouvir a comunidade universitária como ela deveria ser ouvida. Da mesma forma a sociedade não foi ouvida. Nem uma nem outra concordaria porque os motivos que levaram a UFMT a adotar o Enem foram financeiros e não acadêmicos. Levou-se em consideração tão somente o dinheiro que o MEC enviaria para cá.


O vestibular da UFMT há décadas é considerado um dos mais sérios do país, tanto que a CEV vem sendo contratada há muito tempo para preparar provas em outros estados, inclusive para instituições federais. Nunca houve uma denúncia sequer de fraude ou vazamento nas provas elaboradas por ela, que, repito, por um ato autoritário, trocou décadas de credibilidade por, está se confirmando agora, uma aventura, aventura que infelizmente não tem e não terá um final feliz porque, como um casamento realizado a partir da infidelidade, terá sempre a suspeita a acompanhá-la.


Agora, seria a hora da UFMT mostrar que, como Universidade tem e preza a autonomia que a legislação lhe concede. E, numa demonstração clara que não admite dúvidas sobre o ingresso de seus alunos e montar, ela própria seu vestibular. Profissionais que trabalharam muito tempo na CEV me garantiram hoje que, em 45 dias, ela monta e aplica a prova para seus trinta mil candidatos. Mas é pedir muito, porque isso implicaria em apostar na qualidade do ensino e qualidade de ensino parece não ser nem de longe a principal preocupação do atual governo e das administrações superiores de universidades que, tal qual os fundamentalistas, rezam na cartilha do governo.


Autor:MAURÉLIO MENEZES é jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela USP, e professor do Tronco Comum e da Habilitação Jornalismo do Curso de Comunicação Social da UFMT.

Fonte: Midia News

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...