vitória

>São Paulo perde do Vitória e se complica no Brasileiro

Posted on julho 17, 2010. Filed under: Campeonato Brasileiro, São Paulo, vitória |

>Vida de torcedor não é mole! O São Paulo massacrou o coração de seus torcedores pela segunda vez seguida,  foi derrotado pelo Vitória por 3 a 2, neste sábado, em Salvador, e desperdiçou a chance de se aproximar do G-4, grupo da Libertadores, na abertura da nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto do Clube num momento de alegria e vitória

A defesa é considerada o ponto forte do São Paulo, mas tem traído o time tricolor desde a volta da intertemporada. Depois de falhar contra o Avaí, o sistema defensivo novamente deixou a desejar e a equipe perdeu a segunda seguida, desta por 3 a 2, para o Vitória em jogo movimentado em Salvador.

Apesar de o técnico Ricardo Gomes garantir que valoriza o Campeonato Brasileiro, o São Paulo novamente será obrigado a escutar as comparações com a Libertadores e terá a pressão aumentada para a primeira partida da semifinal contra o Internacional, dia 28 de julho. Já o Vitória ganha moral para a decisão da Copa do Brasil, quando enfrenta o Santos.

A derrota deixa o São Paulo em situação ruim na tabela do Campeonato Brasileiro, na décima colocação e distante dos líderes. O time tricolor soma onze pontos na tabela, 7 a menos que os primeiros colocados Corinthians e Ceará. Já o Vitória tem 12 pontos e pulou para a oitava colocação.

Logo no início, o torcedor do São Paulo precisou prender a respiração com duas chances claras do Vitória que acenderam a partida. O time baiano soube explorar bem a velocidade levando perigo ao gol de Rogério Ceni com Ramon e Ricardo Conceição, apesar de o campo estar pesado em função das fortes chuvas que caíram em Salvador.

O time paulista não adotava o esquema tático planejado antes da partida e Richarlyson aparecia no meio do campo, ao invés de ser zagueiro pelo lado esquerdo. O posicionamento confuso deixou o time perdido na marcação, o que colaborou para o gol do Vitória, aos 13 minutos.

Antes da saída de bola, Ricardo Gomes rapidamente procurou ajustar o posicionamento de seus comandados, que conseguiram equilibrar o jogo e criar suas primeiras chances de gol.
As equipes passaram a entrar muitos passes, principalmente na hora da conclusão. Mas o São Paulo conseguiu o gol de empate logo da lateral direita que vem sendo seu principal problema pela falta de opções. O volante Jean, que vem atuando improvisado e foi criticado na última partida contra o Avaí, sentiu alívio. “Gol dá um pouco mais de confiança para qualquer atleta”, resumiu no intervalo.

No início do segundo tempo, o torcedor que gastou mais tempo para ir ao banheiro ou tomar água perdeu o segundo gol do Vitória, logo com 1 minuto, marcado por Schwenck, novamente após passe de Egídio.

A equipe baiana mostrou nos primeiros minutos do segundo tempo a mesma disposição do início do jogo e apertou na marcação, não deixando o adversário passar do meio de campo. E assim, o tricolor paulista levou o terceiro gol. Após receber uma placa comemorativa no início do jogo, Ramon pôde celebrar em alto estilo os 200 jogos pelo time baiano com o tento.

Mas não deu muito tempo para comemorar. O técnico Ricardo Gomes colocou no jogo Cléber Santana e Fernandinho, no lugar de Marlos e Dagoberto, respectivamente, e logo reagiu. A equipe se recompôs rápido e diminuiu aos 16 minutos com Fernandão, que teve outra chance clara, mas desperdiçou na cara do gol. A partida continuou movimentada e o São Paulo, empolgado com o gol, foi para cima para garantir o empate. Fernandinho ainda teve boa chance, mas não evitou a segunda derrota seguida.

As equipes voltam a campo na quarta-feira. O São Paulo recebe o Grêmio Prudente no Morumbi, enquanto o Vitória abre as portas do Barradão novamente para a partida contra o Goiás.

VITÓRIA 3 X 2 SÃO PAULO

VITÓRIA
Viafara; Nino, Anderson Martins, Wallace e Egídio; Vanderson, Ricardo Conceição, Fernando (Neto) e Ramon (Renato); Elkeson (Renan Oliveira) e Schwenck
Técnico: Ricardo Silva

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Miranda, Xandão e Richarlyson; Jean, Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos (Cléber Santana) e Junior Cesar; Dagoberto (Fernandinho) e Fernandão (Washington)
 
Técnico: Ricardo Gomes

Data: 17/7/2010, sábado
 
Local: estádio Barradão, em Salvador (BA)
 
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
 
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa/RJ) e Dibert Pedrosa Moises (Fifa/RJ)
 
Cartões amarelos: Dagoberto, Junior Cesar, Rodrigo Souto (São Paulo), Vanderson e Schwenck (Vitória)
 
Gols: Elkson, aos 13 minutos, Jean, aos 38 minutos do primeiro tempo, Schwenck, com 1 minuto, Ramón, aos 12 minutos, Fernandão, aos 16 minutos

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Painel Político

Posted on julho 10, 2010. Filed under: Espírito Santo, José Serra, Manaus, pão, Promessa, Publicidade, Vila Velha, vitória |

>

Promessa 
Em campanha no Espírito Santo, o candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, disse que, se eleito, não vai permitir a alteração do sistema de pagamento de royalties de petróleo e participações especiais. A polêmica medida atinge principalmente o Rio de Janeiro e Espírito Santo, os dois maiores produtores de petróleo do país.
Ameaça 
 Serra, que vinha sendo reticente sobre o assunto, dessa vez foi taxativo: “Essa ameaça permanente de tirar recursos do Espírito Santo, que é uma região produtora de petróleo, tirar os recursos dos royalties e acabar com a participação especial não vai acontecer”, afirmou Serra, após fazer corpo a corpo na cidade de Vila Velha, Região Metropolitana de Vitória. “Ano que vem, isso não vai mais acontecer. Esse fator de incerteza e angústia vai desaparecer e o Espírito Santo vai poder trabalhar bem na direção de seu progresso”.
Pão
A publicidade do governo estadual em milhares de sacos de pão, distribuídos no início de junho às padarias de Manaus, não constituiu propaganda eleitoral antecipada do governador Omar Aziz (PMN), candidato à reeleição. A conclusão foi do juiz eleitoral Wellington José de Oliveira, que rejeitou hoje denúncia do Ministério Público Eleitoral feita no dia 9 de junho. Para o juiz, a divulgação tinha caráter informativo sobre programas sociais do governo do Estado e não havia nela qualquer conotação eleitoral.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Alagoano Tiago Fernandes vence título inédito para a América Latina na Austrália

Posted on janeiro 30, 2010. Filed under: berto da Austrália, Gustavo Kuerten, jogadores, Sean Berman, Tiago Fernandes, torneios, vitória |

>

  • Tiago Fernandes comemora título do Aberto da Austrália juvenil

    Tiago Fernandes comemora título do Aberto da Austrália juvenil

O brasileiro Tiago Fernandes foi o primeiro jogador latino-americano a ganhar o torneio juvenil do Aberto da Austrália, após a vitória sobre o local Sean Berman, que jogava em casa, por 7-5 e 6-3.

Em um torneio dominado historicamente pelos jogadores australianos, Tiago precisou enfrentar altas temperaturas, que estiveram perto de 37 graus, e a pressão dos torcedores locais, que acreditam que Berman será o sucessor de Patrick Rafter e Lleyton Hewitt.

“Talvez ele estivesse um pouco nervoso por jogar a final perante o público australiano, sua torcida”, disse Tiago, que tem como ídolo o maior tenista brasileiro de todos os tempos: Gustavo Kuerten. “É um ‘tio’ incrível, tanto fora quanto dentro da quadra”, disse o jovem campeão, que jogou ao lado de Guga no último torneio de duplas antes da aposentadoria do ídolo, no Aberto de Florianópolis em 2008.

“Enquanto treinava na semana anterior, me sentia tão bem que pensava na final, e agora sou o campeão. Estou muito feliz. Foi uma semana incrível para mim. Todos os jogadores são muito bons, mas eu joguei melhor. E agora quero desfrutar deste momento”, disse, sem falsa modéstia.

Tiago garante que não vai relaxar, e promete: “na próxima semana vou treinar ainda mais”. A partir de agora ele deve intercalar torneios juvenis com alguns profissionais.

Na final feminina juvenil, a tcheca Karolina Pliskova ganhou o título ao derrotar a australiana de origem britânica Laura Robson na decisão, vencendo por 6-1 e 7-6 (7-5). Fonte: UOL Esporte

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Bom Dia Mato Grosso completa 130 mil acessos em 6 meses de atividade

Posted on janeiro 2, 2010. Filed under: blogueiros, Bom Dia Mato Grosso, digital, Felicidade, força, lutas, perserverança, vitória |

>

Nós estamos muito felezes! Os internautas de Mato Grosso e do Brasil nos deu um grande presente, logo nas primeiras horas de 2010 o http://www.bomdiamatogrosso.com atingiu 130 mil acessos. Isto torna relevante pelo fato de ter iniciado suas atividades apenas nos últimos 6 meses.

Uma das missões do Bom Dia é dar um destaque especial as coisas de Mato Grosso, na economia, comércio, sociedade, cultura, esportes, agronegócios, turismo e oportunidades, sem contudo, deixar de publicar notícias importantes do Brasil e do mundo, em qualquer área.

Procuramos atualizar com notícias e opiniões que agregam conhecimento e valores a nossos leitores, a quem dedicamos essa marca de sucesso e reafirmamos nosso compromisso de jamais omitir fatos em benefício da sociedade e nunca deixarmos de indiguidar e posicionar aqui contra as injustiças, seja de onde for, para isso pedimos a Deus que nos dê dicernimento para caminharmos sempre pela estrada da verdade, seriedade e justiça.

Muito obrigado também aos amigos blogueiros, militantes da área digital que, além de ler, comentar, tem ajudado a divulgar nosso blog.

Peço a Deus que encha seus dias de felicidade, força e perserverança para as lutas, sem as quais não podemos comemorar vitórias.

Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

>Eleição na OAB, Claudio Stábile é o novo presidente da Ordem em Mato Grosso

Posted on novembro 20, 2009. Filed under: advogados, Claudio Stábile, Eleição na OAB, Scaravelli, vitória |

>

A vitória de Stábile, que conta com apoio do atual presidente Francisco Faiad, começou a ser comemorada por volta das 17h40, 40 minutos depois de encerrada a votação. Carregado nos ombros por apoiadores, ele discursou em cima de um trio elétrico defendendo a união da classe tão logo recebeu os números que lhe asseguravam a vitória antecipada. Nesse momento, Scaravelli e seus mais de 100 apoiadores já deixavam as redondezas da sede da Ordem em Cuiabá.

“Quero ser um presidente de todos os advogados. Nos ajudem a unir a classe para fazermos uma gestão positiva“, afirmou o presidente que vai tomar posse em janeiro e ficar por três anos no gestão positiva cargo tendo como vice-presidente Maurício Aude.

O atual presidente Francisco Faiad também adotou um discurso conciliador, apesar de criticar os ataques feitos por Scaravelli. “Infelizmente, a campanha seguiu um caminho ruim nesses últimos dias, quando foram feitos ataques pessoais. Mas agora temos que ter claro que o objetivo é unir a classe e deixar de lado as divergências”.

A disputa mais acirrada se deu na subseção de Sorriso, onde Scaravelli prometia uma lavada no adversário e perdeu mesmo assim, apesar de obter 92 votos e Stábile 93 votos. Em Juína, a diferença também foi de apenas um voto (21 a 20 para Stábile). Na subseção de Rondonópolis, um da principais de Mato Grosso, o presidente eleito obteve 167 votos, enquanto o adversário ficou com 104 votos. Em Várzea Grande, ficou com 78 votos, 10 a mais que Scaravelli.

Stábile e Maurício Aude têm como principais bandeiras de campanha a valorização do advogado, a aproximação junto às subseções no interior, ampliação da participação dos jovens advogados, realização de cursos de aperfeiçoamento, presença efetiva da Caixa de Assistência na vida dos advogados, fortalecimento e instrumentalização do Judiciário.

A vitória do candidato da chapa “Pela Valorização dos Advogados” representa também a continuidade do grupo que comanda a OAB desde 1998, quando Ussiel Tavares assumiu a presidência da Ordem. Ele ficou no cargo até 2003, quando foi substituído pelo sucessor Francisco Faiad, que ficou na presidência de 2004 a 2009.

Derrotado – Scaravelli afirma respeitar o resultado da eleição na OAB. Depois de confirmada a vitória de Stábile, ele também adotou um discurso conciliador. Alega que a vontade dos advogados foi expressada pelas urnas, mas nem por isso deixou de criticar Francisco Faiad. Alega que o presidente que comanda a Ordem há dois mandatos, ou seja, seis anos, foi o responsável pelo baixo nível da campanha.

Faiad nega ser o responsável pelo início da troca de acusações pessoais. Pelo contrário, se diz vítima da campanha do adversário que até pouco mais de dois meses, antes de lançar candidatura, apoiava a atual gestão, inclusive comandando a Caixa de Assistência dos Advogados.

A eleição na OAB foi marcada por críticas de uso da máquina em favor dos candidatos. Scaravelli foi acusado de usar o telefone da Caixa de Assistência dos Advogados para fazer campanha. Stábile foi criticado por ter apoio do presidente Faiad, que teria colocado até a estrutura da Ordem em favor do correligionários. Todos negam as acusações. Independente das defesa, as redondezas da sede da OAB na Capital amanheceram com faixas que foram retiradas pelo grupo de Stábile e insinuavam que ele recebia apoio de deputados numa referência à interferência política da eleição. Também foram distribuídos nos últimos dias adesivos com os dizeres: “Tchau, Faiad”, além de panfletos apócrifos.

Votação – O último dia de campanha na OAB foi marcado pela boca-de-urna dos dois candidatos, que permaneceram todo o tempo da votação ocorrida nessa quinta-feira (19) na entrada da sede da OAB em Cuiabá. Tanto Scaravelli como Stábile tentaram demonstrar otimismo.

Scaravelli votou por volta das 10h e disse que venceria a disputa, mas previa um resultado apertado. Apoiado por dezenas de correligionários, alegou que a vitória ocorreria por conta do apoio que recebeu nos últimos dias. “As pessoas estão cansadas de sectarismo político e partidarização da OAB. Chegou a hora de não só abrir, mas escancarar as portas da Ordem”.

Stábile votou por volta das 10h30 e também se disse confiante. Argumentou que o resultado das urnas confirmariam uma vitória com aproximadamente 10% de diferença, o que acabou ocorrendo. Ele negou ter sido beneficiado por uso da máquina e partidarização da OAB, assim como Faiad. O atual presidente argumenta que é filiado ao PMDB desde 1982 e, mesmo assim, na condição de presidente da OAB assinou com outras entidades o pedido de cassação do mandato do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Lutero Ponce (PMDB).

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...